segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Mudanças em 2016

Olá pessoal, como estão?



Muita saúde, muita sede por conhecimento e muito cuidado consigo mesmo e com o próximo é o que eu desejo a cada um de vocês e suas famílias neste novo ano.

Com o passar do tempo o tema das postagens do blog foi mudando e mesmo tendo separado por marcadores, virou uma bagunça. A minha intenção inicial era compartilhar ideias e dicas para outras donas de casa, receitas, artesanatos, artes etc. Conforme o tempo vai passando, nós vamos mudando, e eu estou sentindo que preciso separar mais os assuntos a serem abordados aqui no blog.

Decidi, criar mais dois espaços para compartilhar informações de forma organizada, então, esse blog será apenas para artesanato e assuntos relacionados a decoração da casa e afins, e outros dois espaços serão destinados exclusivamente a Alimentação Viva e outro a planejamento de aulas de artes.

Sei que vou ter um trabalhão pela frente, mas vai ficar tudo bem organizadinho, e você pode continuar acessando os variados assuntos aqui do blog buscando nos marcadores, tenho postagens bem significativas sobre a saúde e alimentação saudável e ficará disponível aqui.

Deixo o endereço do novo blog sobre educação: Professora Organizada

Agradeço a visita de cada um, aproveitem os posts.

Um abraço cheio de alegria.

Feliz 2016!!!!



segunda-feira, 27 de julho de 2015

Cura de um câncer com a Alimentação Viva!!!


 Olá pessoal!!!

Quero compartilhar com vocês histórias  marcantes sobre como a alimentação viva está transformando as pessoas. 

Eu não sei você, mas eu gosto de ouvir histórias e contar também, é por isso que fui atrás de pessoas queridas que mudaram sua vida com a belíssima e encantadora alimentação natural, crua e viva.

Conheci a Andrea pelo facebook, em uma página argentina de alimentação saudável, e me encantei com sua história, pedi para ela escrever resumidamente como foi a descoberta da alimentação viva, ela gentilmente compartilhou conosco.

"Em dezembro de 2012, fui diagnosticada com câncer de mama com metástase óssea, estágio 4, sem chances cirúrgicas, somente quimio, rádio e medicações. Fiz o tratamento convencional por 1 ano, fiquei até bem, porém algo me dizia dentro de mim, que poderia curar-me, mas eu nem sonhava com o mundo da alimentação viva, eu era como todos, comia muita massa, muito industrializado, enfim, de tudo, no mínimo, bem mínimo, uma saladinha de alface com tomates para acompanhar. 

Enfim, em fevereiro de 2014 eu resolvi procurar sobre curas de câncer na internet e aí descobri esse mundo "vivo", me maravilhei logo de cara, cortei quase tudo de um dia para o outro, mas não sabia como me desintoxicar, continuei pesquisando e achei um grupo que ensinava um passo a passo dessa desintoxicação, esse grupo se chama La Verdad Eterna, o programa chama-se DAR, são 60 dias de sucos, muito bem acompanhados, passo a passo, fiz sem medo, coloquei toda a minha fé em cada palavra desse programa, e deu muito certo, acabei ficando 110 dias tomando sucos, fiz limpezas intestinais e hepáticas, sem nenhum efeito colateral, ao fazer um Pet Scan (exame que mostra as células cancerígenas em evolução e também qq tipo de anormalidade no corpo), o único que ainda mostrava em atividade era os tumores em diversas partes da coluna. Isso foi um sucesso, porque não aparecia mais tumores nos seios, nem nódulos na tireoide, nem cistos nos ovários, (coisas que apareciam antes do tratamento). Enfim, eu aprovo e atesto que esse tratamento dá muito certo."



Fazendo quimioterapia, na fase antiga, inchada com 12 quilos à mais, sempre sorridente, porém a tristeza no olhar é nítida.





Essas duas, depois na nova fase, no peso ideal e muito feliz, sorriso de verdade, rsrsrs.

Eu sei que a Andrea resumiu, pois faltariam páginas para escrever toda sua trajetória. 
Fica o exemplo dela que resolveu pesquisar e não ficou acomodada, resolveu lutar pela sua saúde. Você pode também melhorar a sua saúde e de seus familiares, basta querer.

Viva a alimentação Viva, cheia de saúde, sabor e luz!!!
Viva ao Criador por fazer isso tudo pra nós!!! 


Um abraço cheio de luz. 

sábado, 11 de abril de 2015

Minerais X Rejuvenescimento



Recentemente li um artigo de David Wolfe Alimentar-se para rejuvenescer, me apaixonei pelo tema, e anotei para continuar pesquisando sobre. Meu desejo é que você acesse conteúdo de qualidade de forma prática e objetiva, por isso fiz um resumo do artigo com os principais pontos para você entender essa relação entre minerais e rejuvenescimento de um jeito rápido.

“Deus dorme na pedra, respira nas plantas, sonha nos animais e acorda no homem.” Antigo provérbio Hindu.

Sabemos que os minerais são muito importantes para o solo onde é plantado nosso alimento, mas nunca paramos para pensar que os minerais fazem parte de nós, do nosso corpo. Se nos alimentarmos de vegetais cultivados em um solo pobre em minerais, consequentemente esse alimento também será pobre em minerais e nós, mais ainda.
A população toda sofre de alguma deficiência de minerais sem nem saber, isto se dá pela má alimentação, pouca ingestão destes minerais essenciais para o bom funcionamento do nosso organismo.
Wolfe, 2010 explica o que são os minerais, “Os minerais são os átomos que compõem a matéria plasmática sólida, líquida e gasosa.” Os elementos mais conhecidos que integram os minerais são: magnésio, cálcio, zinco, sódio, potássio, enxofre, ouro, ferro, iodo, cobre e prata.
A população sabe que o organismo precisa de nutrientes para funcionar bem, mas dão enfoque aos macronutrientes, os carboidratos, proteínas e gorduras. Não entendem o papel dos micronutrientes, minerais, vitaminas, aminoácidos e polissacarídeos. Desconhecem o fato de que 95% de todas as funções do organismo dependem dos minerais. Isso mesmo, 95%!

Estamos desmineralizados e isto já vem sendo comprovado cientificamente ao longo dos últimos 150 anos. A desmineralização não significa somente a ausência no nosso organismo desses importantes sais minerais que contém elementos como o enxofre, fósforo, cálcio, magnésio e micronutrientes minerais como zinco, cobre, manganês e selênio, mas também aos uso de agrotóxicos, pesticidas e herbicidas.

Quanto mais nos alimentarmos com produtos expostos aos tóxicos, mais nosso corpo precisa estar mineralizado e com o sistema imunológico saudável. Os minerais exercem neste caso, um importante papel de desintoxicação.

As pessoas que começam a se alimentar de comida viva, geralmente se preocupam mais com a quantidade das vitaminas, especialmente as do complexo B, e ignoram a importância dos minerais. Com a dieta viva não é necessário se preocupar com as vitaminas, pois são facilmente encontradas nos vegetais fermentados, como por exemplo o chucrut e o kimchi que são preparados com o repolho, essas vitaminas também são encontradas nos chamados “super-alimentos” como o Cacau cru, Goji Bagas, Pólen de Abelha, Babosa, Maca, Spirulina, Chlorella etc. São ricos em vitaminas A, B, C, E e K. Muitos deles são ricos em vitamina C. 

Lembrando que ‘as pessoas são aquilo que comem’, se consomem um alimento empobrecido em minerais, isso vai gerar uma população pobre em minerais, que desencadeia uma geração de indivíduos obesos por não conseguir parar de comer pelo fato de não conseguir pela alimentação, os minerais responsáveis por fechar o apetite, o magnésio é um deles.
Percebemos que certos agricultores desde a pré-história, tem reparado que a própria Terra está utilizando todos os meios possíveis para esmagar rochas, triturar pedras a fim de gerar variabilidade mineral. Esses processos incluem erosão, correntes marinhas, terremotos, atividades vulcânicas, movimentos cataclísmicos da crosta terrestre e fenômenos de glaciação, também a ação de liquens e musgos nas pedras e solos da mata (isso é espetacular).
Estudos tem concluído que produtos cultivados em solo orgânico com presença de nitrogênio e carbono, com presença significativa de minerais e sem produtos químicos e regado com solução diluída em água do mar (a água do mar possui todos minerais) e enriquecida com pedras moídas, gera um alimento imune e saudável. Estas plantas se mostram mais fortes e resistem a pragas que costumam atacar plantações mais fracas, excluindo o uso de produtos químicos nesta plantação. Então, se nos alimentarmos de produtos resistentes a pragas e com sistema imune, saudável e rico em minerais, é exatamente assim que seremos. 


O efeito dos minerais nas enzimas.

As enzimas tem papel importante em nosso organismo, nos alimentos crus são responsáveis digestão adequada e também pelo bom funcionamento metabólico de cada célula humana. A quantidade de enzimas e reservas que temos em nosso metabolismo está diretamente ligada a nossa vitalidade.
Quando os alimentos são expostos a um calor que vai de 49 a 77° Celsius as enzimas deste alimento é destruída. Todo alimento cozido perde suas enzimas, quando comemos um alimento assim, nosso corpo tem de tirar enzimas de suas reservas para digerir este alimento, gerando assim um desgaste e deficiência enzimática contínua, comprometendo o metabolismo e a vitalidade.
Cada célula do corpo tem mais de 4.000 tipos de enzimas adormecidas. Para se tornar ativas é necessário ter no processo minerais principais e secundários. Cada célula do nosso corpo pode se tornar uma fábrica de enzimas turbinadas, para aumentar a carga eletromagnética de nossas células é preciso garantir que cada célula tenha os minerais necessários para ativar suas enzimas. Isto retrata a essência da saúde.

O papel dos minerais no balanço ácido/alcalino.

Nosso corpo se esforça para manter tudo em equilíbrio, por exemplo, a temperatura corporal está em torno de 37°, a pressão arterial em torno de 11/8, isto também acontece com o pH qué é os níveis da acidez e alcalinidade. O pH ideal do nosso sangue é de 7,35 a 7,42. Quando estamos excessivamente ácidos (entre 0 a 6,9) o nosso corpo começa a se deteriorar.
Para ajudar nosso organismo a se tornar alcalino precisamos nutri-lo com alimentos ácidos e alcalinos, para manter o equilíbrio. A dieta da maioria das pessoas está oferecendo na grande maioria alimentos que acidificam e quase nada de alimentos que alcalinizam. O que determina um alimento ser ácido ou alcalino é o conteúdo mineral em sua composição. Os alimentos ricos em minerais alcalinizantes como ferro, cálcio, silício e magnésio, gerarão alcalinidade no organismo. Os alimentos ricos em minerais ácidos como cloro, iodo, fósforo e nitrogênio gerarão acidez ao organismo. O ideal é escolher os alimentos de forma que gere um equilíbrio.

Usando o suco de gramíneas para mineralizar rapidamente o organismo

Um jeito rápido para mineralizar o organismo é através dos sucos de gramíneas, como o trigo-grama, a cevada e as ervas silvestres. Elas tem a capacidade de absorver todos os minerais presentes na terra. Uma maneira de potencializar o cultivo dos brotos é utilizar água do mar (ela possui todos os minerais) para regar e terra de minhoca. A proporção é de 20 partes de água da chuva para 1 parte de água do mar.

Gerando beleza pela mineralização

O efeito colateral de uma mineralização além de alcançar saúde radiante é ficar mais bonito. Os cinco elementos que favorecem a aparência física perfeita: magnésio, silício, ferro, enxofre e zinco.


A importância do Magnésio

O magnésio é um dos elementos mais importantes para nosso organismo e é também o mais deficiente. Estima-se que 80% da população é deficiente em magnésio, logo em seguida tem a deficiência em cromo e ferro. O magnésio possui os seguintes efeitos terapêuticos: Acalma os nervos; alivia os sintomas da TPM; harmoniza os desequilíbrios mentais e emocionais; melhora os distúrbios do sono; relaxa os músculos; diminui a irritabilidade; aumenta a saúde dos ossos; ajuda na digestão; alivia as enxaquecas; alivia cólicas; ajuda no desequilíbrio do açúcar no sangue; vital para o bom funcionamento do nosso músculo cardíaco.
Na natureza encontramos o magnésio nos produtos de coloração verde, ricos em clorofila. É encontrado também em grãos de cacau cru, além de ser poderosa fonte de magnésio, o cacau em sua forma natural contém cromo, ferro, zinco, cobre e manganês, é um alimento completo em minerais.

Os segredos da alquimia do silício

O silício pode ser encontrado em nossos ossos, cartilagens, vasos sanguíneos, cabelos, pulmões, unhas, pele, dentes, traqueia, ligamentos, gânglios linfáticos, músculos. O organismo tem a capacidade de transformar o silício em cálcio, pela transmutação biológica.
Os alimentos ricos em silício incluem alfafa, brotos de bambu jovem, seiva de bambu, pepinos, pimentões, cavalinha, manjerona, raiz de bardana, folhas de cânhamo, lovage, urtiga, aveia, rabanete, alface romana, tomate, cacto Nopal, espinafre Nova Zelândia e plantas verdes.
Os sinais de deficiências de silício incluem cabelos e unhas quebradiços, pele deteriorada, ossos fracos, cáries dentárias, tendões e ligamentos fracos, aterosclerose, osteoporose e doenças pulmonares.

Os segredos da beleza alquímica do Enxofre

O enxofre pode ser considerado o melhor cosmético do mundo, ele está diretamente ligado à beleza. Ele transforma os cabelos, unhas e a pele, principalmente a do rosto. Tem importante papel para recuperar as marcas da acne.
Poderoso desintoxicante, o enxofre alivia a dor e inflamação das células. Alimentos com resíduo deste mineral: aloe vera, brócolis, pólen de abelha, rúcula, noni, rábano, repolho, alho, couve de Bruxelas, algas azuis e verdes, pimentão, agrião, rabanete, espirulina, semente de abóbora e cebola.
Pessoas que sofrem de artrite, unhas quebradiças, acne, cabelos quebradiços, disfunção do sistema imune, disfunções gastrointestinais, perda de memória, erupções cutâneas e cicatrização lenta, possuem deficiência em enxofre, muitas vezes esses sintomas são qualificados erroneamente como falta de proteínas.


Os segredos da beleza alquímica do Zinco

O desenvolvimento sexual, sistema reprodutivo, fertilidade, visão noturna e o embelezamento da pele depende de uma boa quantidade de zinco em nosso corpo. O zinco atua através das enzimas. Ele é um dos componentes fundamentais de um grupo de enzimas que ajudam o corpo manter o colágeno. O colágeno mantém aparência saudável e jovem da pele. Para que as enzimas digerem o colágeno danificado e reconstroem um novo colágeno é necessário ter o zinco. Ele também auxilia na redução dos sinais externos de envelhecimento, alivio de queimaduras, prevenção de rugas e estrias, e até reparar o DNA exposto a radiação e ao raio X.
Antes de consumir o zinco é necessário passar por uma desintoxicação de metais pesados do organismo através do uso contínuo do MSM, coentro, algas chlorella e produtos de desintoxicação zeolíticos, assim, o zinco será facilmente absorvido.
As melhores fontes de zinco são: sementes de abóbora, cacau, algas, nozes, sementes de papoula, semente de girassol, gergelim, coco, noz macadâmia, castanhas e zinco líquido em pequeníssimas doses.
Perda de paladar e olfato, acne, crescimento lento nas crianças, esterilidade, doenças da pele, cicatrização demorada, baixa contagem de espermatozóides, diminuição no tamanho dos testículos, erupções cutâneas, visão deficiente, alopecia e atraso na maturação óssea, são sintomas de deficiência de zinco.
A dose da suplementação com zinco não pode ultrapassar 150 mg /dia por períodos prolongados, podendo causar diminuição do cobre no sangue, agitação, vômito, sonolência e vertigens. Já os alimentos naturais possuem zinco apenas em traços, dificilmente causando superdosagem.

Os segredos da beleza alquímica do Ferro

O sangue rico em ferro é a fonte do magnetismo (carisma). É o elemento mais ativo no ser humano. A hemoglobina do nosso sangue é quase idêntica à estrutura da clorofila das plantas. No centro da molécula de hemoglobina encontramos o ferro, no centro da molécula de clorofila encontramos o magnésio.
Os alimentos ricos em ferro são: cacau, espirulina, xarope de raiz da yacon, alcachofra de Jerusalém, cebola, cereja, amora, couve, raiz de bardana, alface jovem, cebolinha, urtiga, salsa, a maior parte das hortaliças de folha verde, todas as variedades de berrys vermelhos e algas marinhas.
A deficiência do ferro no organismo causa anemia, fraqueza, tontura, fadiga e intolerância ao frio. 

Conclusão

Com este importante artigo descobrimos que a nossa saúde pode ser melhorada se consumirmos alimentos ricos em minerais, nosso estado de consciência está ligado com o nosso nível de mineralização. Deficiências em minerais geram estados de consciência carentes, mineralização abundante geram de forma natural estados de consciência prósperos.

O que você está esperando para se mineralizar???

 
Interessante, não é mesmo? Comece a prestar mais atenção nos alimentos que você vai escolher para se nutrir e de quebra rejuvenesça!!!!!!

O site de David é este.

Um abraço, juventude longa pra você.